Tan Tianxing, vice-presidente da Associação de Amizade Ultramarina da China, visitou a Câmara de Comércio Brasil China

Data de lançamento: 14-02-2019  Fonte: CCBC  Tradutora: Luísa Liang

 

No dia 13 de fevereiro de 2019, Tan Tianxing, vice-presidente da Associação de Amizade Ultramarina da China, conduziu uma delegação para visitar o Brasil e fez uma visita especial à Câmara de Comércio Brasil China(CCBC). Ele conversou com o presidente da CCBC, Wang Xiaojun,  e outros membros principais.

 

O presidente Tan liderou a delegação para visitar o escritório da CCBC primeiramente. Ele expressou seu agradecimento pela participação ativa da CCBC em atividades chinesas de larga escala no exterior nos últimos anos. Durante a visita, o presidente da CCBC, Wang Xiaojun, apresentou os esforços feitos sobre a cooperação de futebol entre o Brasil e a China, e as principais conquistas alcançadas pela CCBC até agora.

 

Wang Xiaojun informou o presidente Tan sobre o projeto de cooperação entre a Associação Brasileira de Futebol e a China

Depois, a delegação realizou uma reunião com os principais responsáveis da CCBC no escritório. Durante as conversas, o presidente Wang Xiaojun apresentou a história do desenvolvimento da CCBC e algumas conquistas alcançadas pela Câmara na cooperação entre a China e o Brasil. Ele destacou o papel ativo que a CCBC desenpenhou na operação “Carne Fraca” em março de 2017. A CCBC ajudou ativamente o governo brasileiro a fortalecer a comunicação com o governo chinês e o público, e organizou especialistas e delegações de imprensa para visitar as fábricas brasileiras. Isso mostra que os empresários chineses no Brasil têm promovido ativamente a cooperação de alto nível entre a China e o Brasil.

 

Depois de ouvir o relatório de Wang Xiaojun, além de agradecer os esforços da CCBC para promover a cooperação sino-brasileira, o Presidente Tan levantou algumas exigências e expectativas para o desenvolvimento da CCBC e das outras associações chinesas no Brasil. Ele destacou que a Câmara de Comércio Brasil China é uma marca muito boa que merece valorização. A CCBC tem que se transformar numa organização mais abrangente, servindo à cooperação entre a China e o Brasil. Além de fazer o seu próprio trabalho rigorosamente, a CCBC deve aproveitar a influência da China de forma plena, ampliar os seus horizontes e agregar mais forças. O Presidente Tan também instruiu que as associações chinesas no exterior devem prestar atenção à normatividade, respeitar os regulamentos e agir rigorosamente de acordo com os regulamentos. Além disso, ele enfatizou aos líderes presentes que eles devem construir uma comunidade chinesa pacífica de forma estável no exterior. As associações chinesas no Brasil devem prestar atenção à direção do desenvolvimento e precisam manter sempre consistente com a pátria em termos de valores e conceitos.

 

Wang Xiaojun apresentou os trabalhos e as conquistas alcançadas pela CCBC

Durante as conversas, o presidente Tan mencionou especificamente que as comunidades chinesas no exterior devem transmitir a voz dos líderes do Comitê Central do Partido Comunista da China. Ele lembrou o discurso do Secretário Geral Xi Jinping no Congresso Nacional Ultramarino de 2018. Naquela época, o Presidente Xi propôs a ideia de "Raiz, Alma, Sonho”. Isso quer dizer que os assuntos chineses no exterior devem ser lidados a partir dos três aspectos: a raíz da cultura, a alma da nação e o sonho da revigoração nacional. O desenvolvimento de associações no exterior precisa seguir os valores corretos e contribuir para o desenvolvimento da comunidade chinesa local, da sociedade local e da pátria, sob o duplo impulso do sucesso comercial e da responsabilidade social.

 

No final, o presidente Tan apontou que o desenvolvimento das associações chinesas no exterior deve seguir os valores corretos e os atividades devem ser baseadas em "assistência", o padrão de avaliação. Ao avaliar os centros de ajuda para chinês ultramarino, o Escritório de Assuntos Chineses no Exterior do Conselho de Estado também enfatiza a ajuste constante de direção e tem requisitos mais específicos e mais elevados em termos de serviços à sociedade e aos chineses no exterior. Em vez de tempo de trabalho, a capacidade de servir chineses no exterior é um critério mais importante para avaliar o responsável do centro. Ele mencionou que 2019 é um ano histórico, em que a China celebrará seu 70ºDia Nacional e haverá muitas comemorações em todos os lugares. Espera-se que os chineses no exterior possam voltar à China para participar as atividades. Ao mesmo tempo, eles também devem combinar as celebrações das atividades como o "Dia da Imigração" com os festivais nacional da China. Através de organizar celebrações relacionadas no Brasil e apresentar a história do desenvolvimento da China por meio de comemorações, a comunidade chinesa no Brasil pode mostrar aos amigos brasileiros como o povo chinês "se levantar, ficar rico e tornar-se forte" .

 

Presidente Tan fez comentários sobre os trabalhos da CCBC

Depois da reunião, o presidente Tan e a delegação tiraram uma foto com o pessoal da CCBC. Tian Yuzhen, vice-cônsul geral do Consulado Geral da China em São Paulo, Zhang Yucheng, Conselheiro Comercial, Zhang Wei, Presidente Honorário Permanente da CCBC, Feng Bo, Secretário Geral da CCBC e Jiang Youyang, vice-presidente executivo da CCBC participaram da reunião.

Foto do grupo
Presidente Tan presenteou uma lembrança para a Câmara de Comércio Brasil China